Atualmente, as campanhas outdoor são um dos canais mais relevantes para impactar público de consumo, prova disso foi o aumento registado no mercado global de publicidade OOH com uma taxa de 4.6%, desde 2015 até 2020. Para 2030 prevê-se uma taxa de crescimento anual composta de 4.4% (cerca de 36 milhões de euros).

Contudo, um dos grandes desafios para qualquer empresa, que investe em estratégias de marketing (e.g. publicidade outdoor) para conquistar novos clientes e manter o seu brand awareness “vivo”, é tentar equilibrar os bons resultados ao final do ano, ao mesmo tempo que não extrapola os esforços diretos em investimento.

Saber controlar a saúde financeira de uma empresa é essencial, mas como é que se faz? Deve-se calcular periodicamente o custo de aquisição de clientes (CAC) e traçar um plano para angariar mais clientes, sem que isso exija gastar mais dinheiro.

O custo de aquisição de clientes é um termo desconhecido para si? Ou simplesmente é uma definição que ainda não foi aplicada à estratégia da sua empresa? Explicamos, de forma breve e simples, a importância associada ao custo de aquisição de clientes (CAC) e como o poderá controlar, ao mesmo tempo que potencia uma campanha outdoor, referente aquele produto ou serviço que tanto ambiciona promover.

Campanha outdoor! Como calcular o seu custo de aquisição?


O custo de aquisição de clientes (CAC) traduz o valor que a empresa está a gastar para convencer o consumidor a adquirir um determinado produto ou serviço. Este cálculo é feito pela simples divisão entre despesas de marketing pelo número de clientes que foram captados num determinado período de tempo. Assim temos:

CAC = Investimento em Marketing + Investimento em Vendas / Número de clientes novos

Para realizar este cálculo e saber interpretar os gastos que estão a ser feitos em estratégias outdoor na sua empresa, deve:
 
  1. Em primeiro lugar, definir o período que quer calcular. Por norma, consiste na durabilidade de uma campanha outdoor, desde que a mesma foi lançada;
  2. Identificar todos os gastos feitos na área de marketing e comercial;
  3. Realizar um levantamento de novos clientes conquistados e traduzidos em leads ou vendas (dependendo da estratégia associada à comunicação outdoor);
  4. Após calcular o CAC deve cruzar este valor com outras métricas, como o valor médio de vendas por cliente (Ticket Médio), o retorno sobre investimento (ROI) ou o lucro líquido da vida de um cliente dentro da empresa (Lifetime Value);
Em negócios onde uma campanha outdoor tem como objetivo as vendas pontuais, o custo de aquisição deve ser sempre menor que o valor médio do produto ou serviço anunciado.

As interpretações obtidas por cada marca, a partir do valor do CAC do seu negócio, vai permitir que as empresas implementem ou modifiquem estratégias, de modo a otimizar o custo de aquisição de comunicação outdoor. Tal significa atrair o máximo de novos clientes possível, ao mesmo tempo que os esforços diretos para isso acontecer não aumentem.
 

 

Publicidade outdoor: como atrair clientes e não gastar mais por isso?


Qualquer marca deseja que a criatividade de uma campanha outdoor apresente uma performance positiva no funil de vendas, ou seja, taxas de conversão ou número de leads dentro dos valores esperados (ou ainda melhores do que o previsto!).

Existe uma listagem de alternativas, no momento de criar uma publicidade outdoor, que ajudam a que um produto ou serviço seja bem comunicado, sendo alvo de incentivo de aquisição do mesmo, por parte de novos consumidores.

1. Parametrização do público-alvo


Sabia que 83% dos consumidores afirma estar disposto a partilhar dados pessoais (e.g. idade, demografia, comportamentos de consumo, entre outros), de modo a obter experiências de consumo personalizada e mais emocionais.

A construção da persona de consumo de uma marca nunca foi tão relevante e fácil de delinear: extraia informação sobre o seu público-alvo de forma a ajudar na construção de uma mensagem outdoor inspiradora e encorajadora ao ato de consumo.

O primeiro passo, no nosso modelo de abordagem, consiste em saber para quem queremos comunicar. Com base nos objetivos apresentados pela marca, a JCDecaux Portugal otimiza criatividades outdoor ao nível:
 
  • Sociodemográfico - quem é o público-alvo;
  • De geolocalização - onde este público-alvo, frequentemente, se desloca;
  • Comportamental - como o público-alvo pensa e age, bem como o que deseja consumir.

Aprenda mais sobre a maximização da comunicação de uma campanha outdoor. Onde está o público-alvo que pretende alcançar? Que necessidades o consumidor tem, e como resolvê-las?

2. Fora de mercados “Top-Tier”


Ainda dentro da geolocalização de campanhas outdoor, um pensamento que, frequentemente, está na mente das empresas é que para se lançarem em comunicação OOH devem começar por mercados “Top-Tier”, ou seja, os maiores centros do país. Porém, instalar uma publicidade outdoor em cidades como Lisboa, Porto ou Faro implica:
 
  • Competir com várias marcas num curto raio de distância;
  • Assegurar uma diferenciação comunicativa maior;
  • Maior controlo sobre o custo de aquisição de clientes, para que não seja superior ao valor médio do produto/serviço anunciado;
  • Captação de novos clientes mais morosa ou arriscada.

Para a realização de testes outdoor ou como primeira experiência de novas marcas no mercado OOH, os “Top-Tier” podem nem sempre ser a melhor opção. Mercados menores podem ser bastante benéficos e trazer taxas de conversão superiores.

3. Testes de modelos outdoor


Realizar testes A/B de campanhas outdoor apresenta-se como uma válida opção para marcas que ambicionem penetrar no mercado de consumo. Simples métricas como impressões, alcance e frequência são válidas para interpretar a eficácia de uma publicidade outdoor. No entanto, ver a comunicação OOH como um canal de performance que alberga data com potencial para se ajustar, consoante o período de tempo ou a localização, possibilita que as marcas possam prever ajustes necessários em campanhas futuras.

Se se está a questionar sobre o aumento do custo de aquisição de clientes (CAC), interprete estes cálculos como uma estratégia de monitorização temporária. Poderá criar testes A/B de campanhas outdoor em pequenos centros, o que implica um menor investimento. Reparta o valor da sua taxa de esforço direta e, a partir daí, compreenda que tipo de mensagem funciona melhor. Deixamos aqui algumas opções para saber como atrair mais clientes, através da sua campanhas publicitárias com testes A/B:
 
  • Localização – instale a mesma publicidade outdoor em cidades diferentes;
  • Mensagem e design – desenvolva dois tipos de propostas gráficas e com tipos de mensagens distintas para vender o mesmo produto/serviço;
  • CTA – criação de  “call-to-action” diferentes nos dois testes;
  • Posicionamento local – selecione diferentes localizações na mesma cidade e compreenda qual funciona melhor.

“Go outdoor” sem gastar mais por isso


Ajudamo-lo a interagir  e a despertar emoções nos consumidores sem ter que prejudicar o seu custo de aquisição de clientes (CAC). Com o nosso acompanhamento poderá desenvolver e testar campanhas outdoor memoráveis que irão resultar em potenciais novos clientes, à escala da performance e lucro que pretende.

Teste o impacto de leitura da sua publicidade, com simulações virtuais no ambiente urbano onde vai ser exposta, e decida-se pela melhor versão. Mesmo antes de ir para as ruas, a sua publicidade outdoor já deu o primeiro passo rumo ao sucesso! Contacte-nos ainda hoje.