A eMarketer, neste artigo, dá conta de um fenómeno curioso que se está a verificar na Media americana. Enquanto antes da propagação do vírus a confiança dos consumidores naquilo que viam no Twitter ou no Facebook era francamente baixa - sendo que a confiança nos noticiários tradicionais da televisão era comparativamente superior mas baixa também -, a verdade é que agora, depois destas mesmas plataformas online serem das primeiras a alertar para os perigos do Covid-19, novas opiniões, em geral positivas, começaram a aparecer.
O mesmo aconteceu com as empresas que se anteciparam à chegada do vírus aos Estados Unidos, como a Zoom ou a Verily, que viraram parte dos seus fundos para o combate à pandemia.
Em tempos de pessimismo, a generosidade revela-se fulcral no que toca à confiança do consumidor em determinadas marcas.